09 maio 2017

Meu primeiro dia das mães

Boa noite meus leitores lindos, hoje o post é um pouco diferente dos que costumo escrever aqui pra vocês. É sobre minhas primeiras impressões como mãe. Na verdade é mais um post filosófico pessoal do meu eu. (entendeu né? rsrs)


Uma coisa que ainda tenho muita duvida é, ja posso me considerar mãe? Será que esse dia das mães eu ja posso comemorar? rsrs
As vezes me passa cada pensamento meio maluco nessa fase, a ansiedade cada vez maior que é normal para a maioria das mamães de primeira viagem, mas pra mim as vezes se torna um tormento. Sim, não me levem a mal usar uma palavra tão forte como essa. Mas sendo sincera com vocês isso é o que mais me incomoda, a ansiedade. Ela faz com que eu me estresse, coma mais, prejudique alguns processos naturais da gestação, ou seja não é nada legal. Nem tudo é um mar de rosas como muita gente que acompanha as redes sociais acham.
Mas voltando para o assunto do dia das mães acredito que sim, sou digna de comemorar ja que estou gerando meu filho, ele esta no meu ventre, sinto todos os dias seus chutinhos. Então sim, sou mãe! E agora? Como será que vai ser? Antes mesmo dele nascer ja me sinto perdida, será que alguém também passa por isso? Dizem que quando nasce um bebe nasce uma mãe. Mas me pergunto, será que vou conseguir amamentar meu filho? será que vou conseguir cuidar de alguém tao indefeso? será que vou saber educar? A verdade é que nós nascemos mães desde o momento que descobrimos que estamos grávidas. O medo, as duvidas, a aflição tudo isso fazem parte. Pra você que também esta passando pelo mesmo que eu saiba que no final tudo dará certo. Nosso maior tesouro da vida esta por vir e o instinto materno aflorado fará tudo sem você ao menos perceber.
Eu quando tenho minhas duvidas e meus receios converso muito com Deus, e todas as respostas para as minhas perguntas ele responde através do meu subconsciente sempre!
Hoje eu tava me sentindo meio borocoxô sabe, e resolvi escrever aqui no blog, sem pretensão alguma de que alguém leia ou divida suas aflições comigo, apenas para desabafar e usar de fato esse espaço como um diário e isso me fez tão bem.
Quero dizer o tanto que estou feliz apesar desses momentos de frustrações pequenos, me sinto realizada. sinto que consegui meu tão sonhado momento de ser mãe. Mesmo que seja com o bebe tão pequeno e sem ao menos vê-lo, me sinto tão mãe quanto aquelas mães de vários filhos.
Ser mãe é se doar e amar por completo e incondicionalmente seu filho.

So tenho a agradecer todos os dias pelo dom de poder gerar.
Uma carta de uma mãe de primeira viagem nesse novo mundo repleto de amor.
Feliz dia das mães desde já para todas!



Nenhum comentário:

Postar um comentário